segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

A MULHER PINTADA


A MULHER PINTADA
Para: Adriana Sans



Eu conheço uma mulher toda pintada.

Tem os cabelos pintados de volúpia...
São soltos, lisos e convidam a um mergulho de dedos nada mais os ver.

Tem os olhos pintados de estrelas...
De brilho intenso e vivaz, revelam uma incrível vontade de ser feliz.
Tem os lábios pintados de malícia...
Não uma malícia vulgar e de fácil percepção,
Mas uma malícia elegante, exigente que se mostra apenas a alguns especiais.

Tem, ainda, toda a pele pintada de natureza.
Tem o frescor da relva ao amanhecer,
A umidade da alvorada,
O mistério da noite que cai
E o brilho de todos os astros visíveis num céu invernal do interior.

Tem o sorriso do ontem e do amanhã.
O presente é apenas uma determinação a ser vivida com intensidade e sem moderação.
Não faz promessas, provoca-as!
Não faz pedidos, exige!
Não pergunta, simplesmente decide!
É mulher...
É criança... animal e coisa.
E está, de corpo e alma, pintada de esperança.

2 comentários:

ADRI SANS disse...

Ai...no sé cual me gusta más!!! Vaya honor!!! Gracias!!! Beijos

MARIO DE LIMA disse...

Ese poema, en realidad, es mi primero de la serie "GRANDES HEROES".

Total de visualizações de página